O que é

Atualmente o empoderamento de jovens oriundos de classes populares passa necessariamente pelo acesso, difusão e produção de informações. As narrativas construídas pela mídia hegemônica e, na contramão, pelos novos canais de comunicação surgidos nas periferias são a prova de que os dados estão em disputa acirrada no Brasil. A quem pertencem os dados? A favor de quem eles estão mais ou menos disponíveis? Como tornar os dados visíveis a ponto de garantir novas narrativas que permitam o desenvolvimento de comunidades plenas de direitos?

A fim de responder essas perguntas, propomos a construção do Data Labe — um laboratório permanente de dados na favela. O espaço é composto por jovens oriundos de territórios populares que trabalham assimilando, produzindo e difundindo novas visões de mundo. Durante um ano, o laboratório estará focado em criar as condições necessárias para o levantamento, cruzamento e visualização de dados referentes à juventude periférica do Brasil.

Na primeira etapa os cinco jovens residentes do projeto participam de um processo intensivo de formação em jornalismo de dados com a Escola de Dados Brasil. Durante quatro meses cada jovem desenvolve um projeto pessoal de visualização de dados sobre temas de seu interesse.

Na segunda etapa toda a equipe se junta na construção de um projeto coletivo de visualização que responda a alguns questionamentos referentes à utilização de tecnologias por jovens de favelas e como elas incidem sobre seus modos de vida. Por fim, o time organizará uma formação intensiva, replicando os métodos aplicados durante o processo para 15 outros jovens comunicadores populares.

O projeto é uma iniciativa do Observatório de Favelas do Rio de Janeiro em parceria com a Escola de Dados Brasil, a Coding Rights, o Data Base / Rio de Janeiro e conta ainda com parceiros diversos que vão se colando ao processo com o passar do tempo e das descobertas do grupo.

Os encontros são semanais e acontecem no Bela Labe o espaço de experimentações tecnológicas do Galpão Bela Maré. Cada semana um jovem publica aqui um texto pessoal e livre sobre sua experiência de construção do Data Labe e aqui disponibilizaremos os projetos desenvolvidos. Acompanhe!